Thursday, January 26, 2017

O sono. Ou a falta dele.

O P. está com cinco meses e doze dias e neste tempo ainda não conseguimos ter um bebé que durma razoavelmente bem. Nem lá perto disso. Aliás, retrocedemos. E muito. Quando achei que não podia ficar pior... Acreditem que pode sim. Aos quatro meses, conseguia dormir finalmente quatro horas seguidas, ou seja, acordava de quatro em quatro horas para comer e conseguia, na maioria das vezes, voltar a adormecer sem esforço, pelo menos até às 7.30/8h. Nas duas últimas semanas, dormir cá em casa é uma miragem. Não dorme nem sequer três horas seguidas e o pior de tudo é que chora, resmunga, faz ginástica, tudo e mais alguma coisa, menos dormir a qualquer hora da noite. Às vezes come e está duas horas nesta resmunguice. Face a isto, tenho, quando consigo, lido e pesquisado imenso sobre o sono dos bebés. Destaca-se destas leituras palavras como rotinas, banho, massagem e outras tantas. Decidimos ser mais rígidos com ele nas horas das refeições, no banho diário, na hora de deitar. Apenas conseguimos que adormeça até às 22h. Antes, por vezes eram 23h ou mais e ainda estávamos numa cruzada para que adormecesse. MAS... lá está o P. dorme as três horitas ou menos e desperta e voltamos à cruzada para adormecer. No meio disto não entendo como ele não tem sono. Porque de dia também pouco dorme. E está sempre com muita energia (e ainda bem).
Está difícil. Nem vos digo nada. Já penso em tudo. A continuar assim, acho que vamos recorrer a uma terapeuta do sono. Pelo bem estar de todos, sobretudo do P.. Ele precisa de dormir.


4 comments:

Moa said...

boa sorte! estou a passar pelo mesmo...

A Pimenta* said...

Não é de todo fácil tentar controlar o sono de um bebé. A minha filha deita-se tarde, comparativamente às crianças da idade dela. Estamos a tentar incutir novos hábitos, e ver se às 10h30 ela já está na cama. Não é fácil. E durante o dia, ela também não dorme muito.
na verdade, cada criança/bebé tem o seu ritmo. Há bebés que dormem mais, outros menos. Mas se de facto estás a ter alguma dificuldade em lidar com tudo isto, o melhor mesmo é procurar ajuda especializada. para bem do teu filho e de vocês, como pais.

L. Oliveira said...

Desde um pouco antes do Natal que não passava por aqui... As tarefas do dia-a-dia + cuidar de uma pequenita fazem com que o tempo tenha carregado no acelerador. Gostei de te ler, gostei de ter notícias vossas. E coragem para estas noites longas. Com o tempo (lá está ele outra vez), tudo vai ao sítio.
Beijinhos nossos.
L&L

Sofia said...

Querida Lu, saudades tuas.

Um beijo grande para ti e outro para a tua filhota!