Friday, April 14, 2017

Oito meses 💙🙏

Oito meses de ti meu amor.
O tempo passa e com ele vem a certeza de sentir um amor desmedido. 
Estou completamente lamechas e uma mãe babada.

Meu querido P., já estás um crescido. Já são oito meses a ser tua mãe. Oito meses de sonhos, de brincadeiras. Oito meses de noites mal dormidas. Oito meses de ensinamentos e aprendizagens. Sim, ensinas-me a ser mãe todos os dias, a toda a hora. 

Nestes oito meses, já interages tanto connosco. Se eu rio à gargalhada, tu retribuis. Se chamo pelo teu nome, tu respondes com o olhar rápido. Se conversar contigo, tu observas em silêncio. 
Já sabes também o que são birras, pois quando contrariado, choras.
Já tens quatro dentinhos. E ficas uma delícia. Voltaste a palrar com mais frequência e derreto-me com as tuas "conversas". 
Adoras virar-te. E quando achei que já dormias melhor, decidiste que queres ginasticar durante a noite e então é ver-te virar e rebolar a toda a hora durante a noite.
Continuas a comer bem. E pareces apreciar tudo o que dou. 
Continuas a gostar de companhia e de muito colinho.

Meu bebé querido, parabéns pelos teus oito meses! Que continues saudável e a inundar as nossas vidas de amor e felicidade. Não há maior certeza no mundo do que o meu amor por ti. 

Tuesday, March 14, 2017

7 meses 👶💙🙏

Como aqui chegamos, não sei bem. Quer dizer, volta o verdadeiro cliché de que o tempo passa a voar.  E é tão verdade. Já são sete meses. Sete! E que delícia de bebé nós temos e não me canso de dizer que    é o meu amor, o amor da minha vida mais pequenino. 

Aos sete meses ainda continuamos na batalha do sono. Está melhor, bastante até, mas ainda longe do que seria ideal, ou seja, dormir a noite inteira. Já adormece sozinho à noite no seu berço ( esta foi uma grande conquista), mas continua a ter despertares noturnos. De dia o problema mantém-se: sonos pequenos e apenas ao colo. Neste momento que escrevo dorme no seu berço. Estamos na cruzada de o ensinar a dormir a sesta na cama. Ao fim de várias tentativas, adormeceu. Vamos ver se consegue dormir no mínimo trinta minutos. 
Costumo dizer que o P. faz tudo bem, menos dormir. De uma maneira ou outra sou uma sortuda! Come bem, brinca e ri muito, grita bem alto...uma maravilha. 

Aos sete meses, come sopa já com carne, fruta ( às vezes com bolacha), papa e iogurte natural. Papa tudo e não é esquisito. 
Aos sete meses, adora gritar até ficar sem fôlego. E faz um brrrr delicioso. Baba imenso! 
Adora estar de pé e saltar, sendo ele mesmo que faz estes movimentos. Já se vira e agora todo o cuidado é pouco. Também vibra quando brincamos ao cavalinho e já pede para repetir, tocando com a sua mão no nosso braço. No início ainda pensei que fosse imaginação minha, mas não, ele pede mesmo mais!😛 

O P. tem alguns medos: do escuro e de certos sons como o barulho de sacos plásticos. Não gosta de estar sozinho e berra para vestir. Já reconhece os seus brinquedos e já começa a chorar quando lhe tiramos algo da mão. 

Ai que o tempo não para... 
Parabéns meu filho pelos teus 7 meses! ❤️





Tuesday, February 14, 2017

Seis meses do nosso amor 💙

Todos os dias 14 são especiais. E este não é exceção. Esqueçam lá o dia de S. Valentim, pois hoje celebramos 6 meses do meu amor mais lindo. Meio ano. Como é que já passou meio ano? Nem acredito. Tanta coisa já aconteceu nestes meses que me preencheram e me tornaram mãe. 
Meu filho, meu rico filho, as palavras são parcas para expressar o meu amor por ti. Adoro-te de paixão, é um amor transcendente e por ti suporto tudo, até noites terríveis em que decides não dormir. Por muito cansada que esteja, olho para ti e depois só me apetece encher-te de beijos.

És tão lindo, tão perfeito.
Ris e choras com tanto afinco. 
Dás umas boas gargalhadas. 
Adoras brincar e queres sempre companhia.
O colinho continua a ser a tua cama preferida. 
Brincas com o teu corpo. Descobriste os pés e o teu cabelo. E como eu adoro ver-te puxar o teu cabelo. Para adormecer adoras puxar o meu.
Palras mais sozinho e já fazes novos sons. 
Finalmente adoras o banho, mas detestas sair dele, assim como vestir. Passaste a berrar na hora de vestir. Já percebi que adoras estar nu! 
Continuas a comer bem e ainda não conheço as tuas preferências alimentares, pois tens sempre a boca aberta para comer. 

Meu amor, parabéns por estes teus seis meses e só peço que cresças sempre saudável e feliz, com teus papás sempre a teu lado! 

Thursday, January 26, 2017

O sono. Ou a falta dele.

O P. está com cinco meses e doze dias e neste tempo ainda não conseguimos ter um bebé que durma razoavelmente bem. Nem lá perto disso. Aliás, retrocedemos. E muito. Quando achei que não podia ficar pior... Acreditem que pode sim. Aos quatro meses, conseguia dormir finalmente quatro horas seguidas, ou seja, acordava de quatro em quatro horas para comer e conseguia, na maioria das vezes, voltar a adormecer sem esforço, pelo menos até às 7.30/8h. Nas duas últimas semanas, dormir cá em casa é uma miragem. Não dorme nem sequer três horas seguidas e o pior de tudo é que chora, resmunga, faz ginástica, tudo e mais alguma coisa, menos dormir a qualquer hora da noite. Às vezes come e está duas horas nesta resmunguice. Face a isto, tenho, quando consigo, lido e pesquisado imenso sobre o sono dos bebés. Destaca-se destas leituras palavras como rotinas, banho, massagem e outras tantas. Decidimos ser mais rígidos com ele nas horas das refeições, no banho diário, na hora de deitar. Apenas conseguimos que adormeça até às 22h. Antes, por vezes eram 23h ou mais e ainda estávamos numa cruzada para que adormecesse. MAS... lá está o P. dorme as três horitas ou menos e desperta e voltamos à cruzada para adormecer. No meio disto não entendo como ele não tem sono. Porque de dia também pouco dorme. E está sempre com muita energia (e ainda bem).
Está difícil. Nem vos digo nada. Já penso em tudo. A continuar assim, acho que vamos recorrer a uma terapeuta do sono. Pelo bem estar de todos, sobretudo do P.. Ele precisa de dormir.


Saturday, January 14, 2017

Cinco 💙

Cinco. Cinco meses a ser mãe deste ser maravilhoso. Gosto de registar aqui todas as tuas façanhas, pois com tanto cansaço temo que a memória me falhe e perca estes feitos. 
Continuas a ser um chorão. Já deixei de tentar perceber porque rezingas tanto e já assumi que és mesmo assim. Só não percebo como não gostas de dormir. A sério, aos teus papás não sais de certeza. Dormes tão pouco e mal. Ainda esta noite fomos brindados com a tua cantoria várias vezes e a partir das 6h da manhã, adeus cama. 
Já iniciaste a alimentação sólida. E não correu mal. Comer não é um problema felizmente. Começaste pela papa, que adoras, mas por vezes reclamas o leitinho e tenho de ter sempre uma pequena porção de leite para te dar. Duas semanas depois, veio a sopa. Comes, mas sem entusiasmo. Demoro o dobro do tempo do que se fosse papa e é um autêntico festival de roupa suja. Por último, veio a fruta. Ainda só comeste pêra, mas não vi grande animação. Veremos se gostarás mais de outras frutas. 
Não sei porquê, mas deixaste de palrar como fazias. Andas mais calado e só palras quando estás sozinho. Já gostas de chucha a toda a hora. Antes, só a querias para adormecer.
Já mostras muita teimosia e uns valentes gritos. Mas continuas a sorrir imenso. Manténs esse sorriso maravilhoso que agora é também acompanhado com dois dentinhos. Aos quatro meses e meio apareceram os teus dois primeiros dentinhos! Tão fofos! 
A mamã regressou ao trabalho esta semana. Não me digam nada! Custou muito, mas tenho de interiorizar que faz parte. Sei que ele fica bem com a avó. 

Que mais posso eu dizer? Não é por seres meu filho ( também é 😉) mas és lindo lindo! Tens o sorriso e os olhos grandes e rasgados mais lindos de sempre. Amo-te muito meu rico filho 💙.

Saturday, December 31, 2016

Happy 2017!

Neste último dia do ano não posso deixar de olhar para trás e refletir sobre este ano que agora finda. 2016 trouxe-nos o maior presente de sempre: o nosso filho. Por isso, não há dificuldade ou problema ( e também os houve) que resista a esta dádiva! Obrigada 2016 por nos teres presenteado com um bebé saudável e lindo. É a luz dos nossos olhos e sinto-me abençoada por isso. Obrigada também por ter resistido ao parto assustador que tive e por hoje estar aqui a contemplar este ser que me preenche. Obrigada pela saúde da minha família e amigos. E obrigada por todos os sorrisos que iluminaram os meus dias. 

Para 2017, espero encontrar muita saúde para nós e para quem nos é importante. Desejo que o M. possa encontrar o que tanto anseia: estabilidade profissional. Espero que consigamos sorrir muito este ano e vibrar com novas conquistas. E que o façamos sempre com as pessoas do nosso coração junto a nós! 

A todos que por cá passam, desejo um excelente ano novo, cheio de coisas boas! 





Thursday, December 22, 2016

Feliz natal a todos!

Há precisamente um ano atrás vivia com um dos mais belos segredos dentro do meu coração (e não só). Vivi a última quadra natalícia com a alegria e a felicidade de quem espera o maior e mais belo presente que alguma vez poderia receber, mas também suportava todo um nervosismo e uma ansiedade para que tudo corresse pelo melhor. É sem dúvida uma sensação indescritível. 
E hoje. Hoje escrevo com esse mais doce segredo nos meus braços. E desta forma, este natal é único. Sei que o nosso P. ainda não percebe esta quadra festiva, mas toda a sua família vive agora com o coração mais cheio de amor por este ser que nos desarma a cada respirar, a cada sorriso. 

E é com este amor imenso que me transborda o coração, que vos desejo um feliz natal. Que seja preenchido com sorrisos sonoros, com amigos e família junto a vós, com força e saúde para abraçar 2017 da melhor forma. Que este natal e este novo ano que se aproxima sejam preenchidos com o que realmente importa. É o que desejo para mim e para a minha família e para vós também. 

Um feliz natal a todos!🎄🎅 💙