Tuesday, January 15, 2013

Quase Nada

Hoje, em conversa com o M.., fui presenteada com um poema de Eugénio de Andrade. O amor tem destas coisas, belas e simples. :)

Quase Nada

O amor
é uma ave a tremer
nas mãos de uma criança.
Serve-se de palavras
por ignorar
que as manhãs mais limpas
não têm voz.




5 comments:

Sweet C said...

Adorei. Adoro Eugénio de Andrade! Grande poeta!

Cláudia Pereira said...

Que lindo poema :) Não conhecia!
Já sigo o blog.
Beijinho

my precious L. said...

Tão bonito e inspirador :)

sara said...

Lindo :)!

Pretty in Pink said...

Sua sortuda :):)

Muito muito obrigada pelas palavras!

Beijinho*