Thursday, September 24, 2009

You never know


"Nunca se sabe o que é para sempre, sobretudo nas coisas do amor. E era uma coisa do amor, isto tudo. São tão estranhas as coisas do amor que não se compreendem por inteiro. Tem de se estar sempre a fazer suposições. Nunca se sabe como e até que ponto e até quando. [...]Quando se perde tudo pela primeira vez fica-se com o terror de perder todas as vezes. [...] O primeiro amor dá cabo de nós. E o último é sempre o primeiro."


Pedro Paixão,
"Nos teus braços morreríamos"
P.S.: Thanks Si*

2 comments:

gimbras.nofuturo.com said...

Fantástico. Grande verdade.

Anonymous said...

Uma grande verdade acompanhada de uma grande foto! ;)

Si*